Elites tentam incriminar ativista anti-Bilderberg ?

05-07-2013 00:05

De acordo com as informações que traduzimos a seguir o conhecido jornalista e ativista americano Luke Rudkowskida WeAreChange.org , que recentemente fez a cobertura jornalística da reunião do Bilderberg 2013 no Reino Unido, terá sido vítima de uma perigosa tentativa de incriminação.

 

Luke recebeu um email de um anónimo que dizia ser um delator do Bilderberg e que supostamente teria fotos exclusivas da reunião secreta. Ao fazer a pré-visualização das fotos Luke reparou que estas eram de pornografia infantil. Por sorte o Yahoo permite a pré-visualização das fotos antes de serem descarregadas para o computador.

 

Caso Luke tivesse descuidadamente descarregado o ficheiro este seria provavelmente descoberto pela polícia americana e usado para destruir a sua carreira e a associação WeAreChange, uma das mais ativas na luta contra os interesses dos poderosos que controlam os EUA e o mundo.

 

FONTEhttp://www.infowars.com/attempted-setup-of-luke-rudkowski/

 

Vídeo de Luke Rudkowski a explicar a situação:  http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=zislzpkpvZc
"Poucas horas antes de fazer este vídeo, Luke Rudkowski da WeAreChange.org recebeu um email de um remetente anónimo dizendo ser um denunciante do Bilderberg com fotos em anexo do interior da reunião Bilderberg 2013 no Grove Hotel em Watford, Inglaterra.

O email foi enviado para o seu endereço pessoal que tinha desde os tempos de estudante e não para o endereço do seu trabalho ou da associação WeAreChange. No email, que Luke Rudkowski abriu noutro computador, o remetente afirmava ser um delator que queria que Luke divulgasse a história e por isso tinha enviado as fotos exclusivamente para ele. Indicou especificamente que era necessário descarregar (baixar) as fotos.

Felizmente, antes de baixar o ficheiro o Yahoo uma pré-visualização das fotos e estas eram realmente de pornografia infantil bem explícita. O computador de Luke tinha sido sujeito a uma análise forense quando esteve no Canadá para cobrir o G20 e a polícia revistou-o e interrogou-o durante horas. Uma situação semelhante poderia acontecer novamente quando voltasse para os EUA ao regressar da Europa.

Se fosse este o caso, mesmo com a eliminação do ficheiro, eles ainda conseguiriam encontrar as imagens. Não haveria compreensão do que realmente teria acontecido e Luke estaria a enfrentar uma acusação. Além disso, também estariam a comprometer completamente o seu trabalho, a sua reputação e o seu meio de subsistência.

Nós queríamos tornar esta informação pública para assegurar a segurança de Luke e também para as pessoas terem consciência de que este tipo de coisas acontece. Nós não sabemos quem foi o autor, tudo o que sabemos é que é muito importante para qualquer pessoa que se dedique a este tipo de trabalho permanecer extremamente vigilante.

O endereço de e-mail foi s27du23d@tormail.org. Se alguém puder ajudar a descobrir quem é essa pessoa, agradeciamos muito. "
www.wearechangeportugal.org www.informaçãoincorrecta.com