Massacre de Newton: Mais uma mentira monstruosa ? - Parte II

17-01-2013 13:00
 
ATUALIZADO: Relação entre massacres em escolas e consumo de antidepressivos

 

Este vídeo do youtube com mais de 11 milhões de visualizações mostra bem que as inconsistências e contradições da versão oficial do massacre de Newton são cada vez mais evidentes.

 

Por outro lado a agenda política para eliminar a segunda emenda da Constituição dos EUA, que dá aos cidadãos americanos o direito de usar armas para se protegerem dos eventuais abusos de poder do Estado, está a ser acelerada numa tentativa clara de aproveitar ao máximo o impacto do evento.

 

No dia 16 de Janeiro Obama decretou 23 ordens executivas que vão usar o sistema de saúde centralizado ObamaCare para impedir os americanos de possuirem armas baseando-se nos seus antecedentes de doença mental.

 

Mas esta legislação ignora a relação entre os massacres em escolas e o consumo de antidepressivos, que é cada vez mais comum entre os jovens americanos.

 

De acordo com a CCHR   Citizens Comission on Human Rights International  "Apesar de 22 alertas regulatórios internacionais sobre os efeitos dos medicamentos psiquiátricos citando efeitos maníacos, hostilidade, violência e mesmo ideação de homicídio, e de dezenas de tiroteios/massacres bem conhecidos em escolas ligados ao seu uso, não houve até agora nenhuma investigação federal sobre a ligação entre os medicamentos psiquiátricos e atos de violência gratuita." 

 

Pelo menos 14 (catorze) autores de tiroteios em escolas estavam sob a influência de medicamentos psiquiátricos com provas documentadas de associação a comportamentos violentos e suicídio.

                                                                               

Porque é que o governo dos EUA não está interessado em investigar a relação entre os massacres escolares e o consumo de antidepressivos ?  

 

Isto sugere que o governo americano não está verdadeiramente preocupado em resolver o problema da violência com armas, mas antes procura usá-lo para atingir objetivos políticos

 

Existem portanto provas abundantes que os comportamentos agressivos e suicidas em jovens estão associados ao consumo de antidepressivos. Adam Lanza sofria de autismo e as vítimas desta doença são tratadas com medicamentos chamados SSRI (inibidores seletivos de recaptação de serotonina), que se sabe estarem associados a comportamentos violentos e ao suicídio.

 

Se a causa dos massacres nas escolas é o uso de antidepressivos  porque não proibir os antidepressivos em vez das armas ?

Figura:http://www.cchrint.org/school-shooters/

 

Por outro lado, como a história dos regimes totalitários nos ensina, a psiquiatria foi muitas vezes usada para fins de controlo político. É importante relembrar que na União Soviética as instituições psiquiátricas eram usadas para manter o "pensamento único" e eliminar a oposição ao regime. A "doença mental" pode também ser usada como um hábil pretexto para identificar os portadores de armas e proibir o seu uso. 
 
O artigo seguinte do professor universitário James Tracy, do qual traduzimos alguns excertos, mostra de maneira clara e lógica mais inconsistências e contradições da versão oficial:

 

Fonte: Global Research 

 

Massacre de Sandy Hook: Questões não respondidas e informação em falta.

 

Autor: James F. Tracy  Professor associado na School of Communication and Multimedia Studies na Universidade pública Florida Atlantic nos EUA. Blogue: http://memoryholeblog.com/

 

Quando é que o atirador chegou ao local do crime ?
 
"Os relatos iniciais da imprensa sugerem que nem os funcionários da escola nem os estudantes ouviram disparos e não foram feitas chamadas de emergência até Lanza começar a disparar.
 
Esta versão inicial é totalmente diferente daquela em que Lanza chega às 9h30, caminha até à porta de entrada e dispara pelo menos 6 balas nas portas de vidro.... Romper com o sistema de segurança desta maneira teria provavelmente ligado algum sistema automático de alerta e alertado os funcionários da escola. …"
 
Como é que o atirador disparou tantos tiros em tão pouco tempo ?
 
"De acordo com o Dr. Carver e a Polícia Estadual, Lanza disparou entre 3 a 11 tiros por cada vítima e o tiroteio durou entre 5 a 7 minutos. Se fizermos uma média de 7 balas por indivíduo- excluindo os tiros falhados- Lanza disparou 189 vezes (NT-no original estão 182 mas o valor correto para 27 vítimas é 189. De qualquer modo isto não altera a validade do argumento.) ou uma vez em cada dois segundos. No entanto de acordo com a história oficial Lanza era o único assassino e estava armado com apenas uma arma. Se adicionarmos os disparos falhados e o recarregamento da arma Lanza disparou em média cerca de um tiro por segundo- isto mostra uma grande habilidade no uso de uma arma para um jovem sem qualquer treino militar e que estava à beira de ser internado numa instituição. "
 
 
Onde é que estão as imagens vídeo e as fotografias ? 

 

"...Numa era em que a videovigilância de edifícios públicos é prática comum não há qualquer imagem da entrada violenta de Lanza na escola. Existe pouca ou nenhuma evidência testemunhal da observação de cadáveres com a exceção do Dr Carver e dos seus ajudantes, e estes parecem quase tão confusos sobre o estado das vítimas como qualquer pessoa que tenha apenas assistido à cobertura televisiva do evento. Também não existem imagens fotográficas ou em vídeo da cena do crime- nem vidros partidos, portas arrombadas, cápsulas de bala, buracos de bala, paredes ou chão ensanguentados - que são comuns neste tipo de investigações e reportagens."

 

Porque é que o pessoal médico foi afastado do cenário do crime ?
"Estranhamente o pessoal médico foi forçado a montar a sua operação não na escola onde estão os mortos e feridos, mas no quartel de bombeiros a várias centenas de pés de distância. Isto vai contra o procedimento operacional padrão, o pessoal médico deve estar situado o mais próximo possível da cena do crime. Não há dúvida que a escola tinha amplo espaço para acomodar esse pessoal. No entanto, os médicos que correram para a escola de Sandy Hook foram impedidos de entrar e ... obrigados a esperar que os feridos lhes fossem trazidos.
Logo após o tiroteio ", à medida que as ambulâncias de outras comunidades vizinhas chegavam, ..., os médicos lentamente perceberam que a sua formação seria tragicamente sub-utilizada neste dia horrível. "Você pode não ser capaz de salvar toda a gente, mas pode muito bem tentar '", disse o técnico de emergência médica James Wolff  à NBC News."E quando (nós) não temos a oportunidade de colocar as nossas habilidades em ação, é difícil".
À luz disto, quem eram os profissionais médicos qualificados que pronunciaram as 20 crianças e 7 adultos mortos? Quem decidiu que ninguém poderia ser tratado ? Carver e a sua equipa são, aparentemente, o único pessoal médico que atendeu as vítimas- mas só na autópsia realizada horas depois."

 

Será que ocorreu uma evacuação em massa da escola ?
"A escola de Sandy Hook é frequentada por 600 alunos. No entanto, não há nenhuma evidência fotográfica ou em vídeo de uma evacuação nesta escala. Em vez disso, o vídeo e as imagens fotográficas sugerem uma evacuação limitada de, talvez, no máximo algumas dezenas de alunos."
Uma foto muito divulgada retrata estudantes a caminhar em fila com as mãos nos ombros uns dos outros e os olhos fechados. No entanto, esta era a imagem de um exercício (NT- drill) que ocorreu antes do evento em si. A maioria das outras fotos são retratos de crianças individuais. Apesar de uma filmagem vídeo aérea ter documentando a polícia a vasculhar a zona e a apreender um ou mais suspeitos na área arborizada nas imediações da escola,não há nenhuma evidência de uma evacuação em massa das crianças da escola após a zona do crime ter sido considerada segura pela polícia. Também não há vídeos ou fotos de várias centenas de estudantes no quartel de bombeiros onde os estudantes esperavam pelos seus pais. "

 

 


 

 

www.wearechangeportugal.org www.informaçãoincorrecta.com