Peritos: Vídeo de decapitação de James Foley é uma fraude

25-08-2014 15:08

Retirado da Infowars:

Peritos: Vídeo de decapitação de James Foley é provavelmente uma fraude

Análise forense confirma a investigação da Infowars: vídeo foi encenado como propaganda de guerra.
 
Experts: James Foley Beheading Video Likely Fake

Por Paul Joseph Watson 25 Agosto, 2014


" Confirmando a análise da Infowars na quinta-feira, os cientistas forenses britânicos concluíram que o vídeo da decapitação de James Foley por parte do ISIS é provavelmente uma fraude realizada com "truques de câmera e técnicas de pós-produção sofisticadas".

De acordo com o jornal britânico The Telegraph, uma equipa internacional de ciências forenses que trabalha para as forças policiais na Grã-Bretanha concluiu que, " A execução de James Foley pode ter sido encenada, tendo o verdadeiro assassinato sido realizado longe das câmeras."

A questão óbvia a ser colocada é porque é que os militantes do ISIS, que rapidamente ganharam uma reputação global de barbárie e de indiferença pela vida humana, não decapitaram simplesmente Foley em frente às câmeras e deram-se ao trabalho de encenar o evento.

A única conclusão lógica, tenha Foley sido assassinado ou não, é que o vídeo não foi produzido ou divulgado por militantes do ISIS mas pelos serviços de inteligência ocidentais para ser usado como um motivo para expandir a expansão militar no médio oriente.

Durante anos documentamos exaustivamente como os vídeos da assim chamada Al-Qaeda, de Bin Laden e outros vídeos de propaganda terrorista foram na realidade produzidos por companhias que trabalham para o Pentágono e para a CIA.

Também transpareceu que a identidade do indivíduo que é visto a encenar o assassinato, um tal de Abdel-Majed Abdel Bary,é um ex-rapper de uma família rica que deixou Londres para lutar na Síria. Bary ajusta-se ao perfil de um informador dos serviços de segurança britânicos.

O vídeo da decapitação tem sido usado para incentivar um ataque militar americano na Síria, que foi travado no ano passado depois de se saber que um suposto ataque com armas químicas que foi atribuído ao governo de Assad tinha sido, com elevada probabilidade, realizado pelos rebeldes apoiados pelo ocidente.

Na nossa análise indicamos vários factores que sugerem claramente que o vídeo de James Foley não era aquilo que parecia ser, incluindo a ausência de outros militantes que normalmente aparecem em vídeos de execuções, a falta de referências ao Alcorão e a inexistência de cânticos de “Allahu Akbar” durante a execução."

Análise da Infowars ao vídeo da decapitação: http://www.youtube.com/watch?v=nD8jJrYXBQs&bpctr=1408979508

FONTE: http://www.infowars.com/experts-james-foley-beheading-video-likely-fake/

Do mesmo modo o ex-analista da NSA Jim Stone há algum tempo que defende que o vídeo é falso e aponta que o suposto cadáver de James Foley é semelhante a um boneco usado para treinar técnicas de reanimação cardiorrespiratória (CPR doll). FONTE: http://www.jimstonefreelance.com/

 

www.wearechangeportugal.org www.informaçãoincorrecta.com